Rita Alcaire


Nota biográfica

Antropóloga e documentarista. Investigadora Júnior do Centro de Estudos Sociais e investigadora da equipa portuguesa do Consórcio Internacional de Investigação para o projeto CILIA LGBTQI+ Desigualdades ao longo da vida de pessoas LGBTQI+: uma abordagem comparativa e interseccional em quatro países europeus, financiado pela NORFACE. Os seus interesses de investigação residem no estudo de sexualidades, saúde mental e pop culture usando documentários como forma privilegiada de os trabalhar. É co-realizadora de Filhos do Tédio (2006), Para-Suicídio Pop (2008), Breve História do Rock (2010), O Pessoal do Pico Toma Conta Disso (2010), Um Quarto no Éter - um ano na Rádio Universidade de Coimbra (2011), Filarmónicas da Ilha Preta (2011) e Das 9 às 5 - trabalho sexual é trabalho (2011). Tem vários trabalhos publicados, como Filhos do Tédio (Pé de Página Editores, 2005); a edição especial da Revista Artes de Coimbra (Arte à Parte, 2010), que coordenou; e os capítulos "Representações da masturbação no cinema e televisão mainstream" (Imprensa da Universidade de Coimbra, 2015) e "Do we wear fashion or is fashion wearing us out? - international investment, globalisation and human rights" (Editora FURG, 2017). A sua pesquisa de doutoramento (em curso) em Human Rights in Contemporary Societies' analisa as histórias atuais sobre a assexualidade narradas por profissionais de saúde, pelos media e por pessoas assexuais, para desafiar e repensar a noção de direitos sexuais.


Últimas Publicações

Capítulo em Livro

Alcaire, Rita (2017), Do we wear fashion or is fashion wearing us out? - international investment, globalisation and human rights, in Bruno de Sena Martins e Saulo Tarso Rodrigues (org.), Os Direitos Humanos e as linguagens da dignidade: debates e perspectivas. Rio Grande: Editora da FURG, 211-229

Artigo em Revista Científica

Alcaire, Rita (2015), "The pathologisation of sexual diversity: a critical scrutiny of the DSM", Ex aequo, 32, 155-167

Capítulo em Livro

Alcaire, Rita (2015), Representações da masturbação na televisão e no cinema mainstream, in Manuel João Quartilho (org.), Cadernos de Psiquiatria social e cultural. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 153-174