Investigadores/as Visitantes

O título de investigador/a visitante é atribuído ao/à investigador/a doutorado/a que desenvolva períodos de permanência no Centro de Estudos Sociais, tendo como interlocutor/a um/a investigador/a do CES, com o objetivo de desenvolver atividades de investigação e de reforço da cooperação interinstitucional. Esta visita pode decorrer entre 1 a 12 meses.

Agnaldo Barbosa

No CES entre 1 de outubro de 2018 e 10 de fevereiro de 2019 a convite do POSTRADE, Agnaldo de Sousa Barbosa é livre-docente em Sociologia pela UNESP. Atualmente é coordenador do Programa de Pós-Graduação em Planeamento e Análise de Políticas Públicas (Mestrado Profissional Interdisciplinar) da Universidade Estadual Paulista - UNESP/Câmpus de Franca, instituição onde também é Professor Associado (MS5-1) e docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social. Entre 2009 e 2014 coordenou o LabDES - Laboratório de Estudos Sociais do Desenvolvimento e Sustentabilidade. Desde junho de 2014 coordena o grupo de pesquisa DeMuS - Estudos em Direito e Mudança Social. Em pesquisa possui atuação multidisciplinar, orientando trabalhos de diversas áreas das Ciências Humanas e Ciências Sociais Aplicadas, da iniciação científica ao pós-doutorado. Em suas publicações destacam-se temas pertinentes à Sociologia do Desenvolvimento, Sociologia do Direito, Sociologia Política e Políticas Públicas. É assessor ad-hoc da FAPESP. Realizou investigação em pós-doutoramento no âmbito do Programa Jovem Pesquisador da FAPESP - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, do qual foi bolseiro entre 2005 e 2007. Ao longo da sua estadia no CES levará a cabo o projeto de investigação intitulado "Análise da mobilização do direito como resposta à precarização do trabalho: um estudo sobre a experiência europeia".

Cristina Rauter

No CES entre 24 de setembro de 2018 e 28 de fevereiro de 2019 a convite do NECES, Cristina Rauter é professora titular de Psicologia Social e Institucional do Departamento de Psicologia da Universidade Federal Fluminense, onde leciona na licenciatura e na pós-graduação. Doutorada em Psicologia (Psicologia Clínica) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, realizou investigação em pós-doutoramento em Filosofia na UFRJ e na Universidade de Picardie Jules Verne D'Amiens, França. Atualmente conduz investigação referente aos processos de subjetivação contemporâneos numa perspetiva transdisciplinar que tem como base a filosofia de Spinoza. Tem trabalhado sobre a questão das prisões e dos processos de criminalização. Coordena os Núcleos de Pesquisa TRANSCRIM (Núcleo Transdisciplinar Subjetividades, Violências e Processos de Criminalização) e o recém criado TRANSPSIS (Núcleo de Estudos Transdisciplinares Psicologia Spinozista). É autora dos livros "Criminologia e Subjetividade no Brasil" (Revan, 2003), "Clínica do Esquecimento" (EDUFF, 2012) e "O medo do crime no Brasil: controle social e rebelião" (E-papers, 2017). Ao longo da sua estadia no CES levará a cabo o projeto de investigação intitulado "Os Afetos e a Política no Capitalismo Contemporâneo".

Maria Alice Costa

No CES de 17 de dezembro de 2018 a 15 de março de 2019 a convite do DECIDe, Maria Alice Costa é Socióloga, Cientista Política, Urbanista e Fotógrafa. Desenvolveu investigação em pós-doutoramento no CES entre 2007 e 2011. É doutorada em Planejamento Urbano e Regional pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. É Professora Associada da Universidade Federal Fluminense no Instituto de Arte e Comunicação Social (Departamento de Artes) e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Direito da Universidade Federal Fluminense (PPGSD/UFF). Tem larga experiência em políticas públicas, governança e democracia como gestora pública e acadêmica, coordenando o Laboratório LADER (Laboratório de Políticas Públicas, Governação e Desenvolvimento Regional/CNPq). Atua no campo da Arte como Fotógrafa, pesquisando as ausências e as invisibilidades sociais no espaço urbano, a partir da relação entre Fotografia, Cultura, Comunicação, Sociologia e Filosofia com uma perspectiva transdisciplinar.

Maria Elena Indelicato

No CES entre 18 de janeiro e 18 de julho de 2019 a convite do DECIDe, Maria Elena Indelicato é doutorada em Gender and Cultural Studies pela Universidade de Sidney, Austrália. Publicou, recentemente, o livro “Australia’s New Migrants: International Students’ History of Affective Encounters with the Border”, pela Routledge. Durante a sua visita ao CES irá aprofundar a experiência acerca de história colonial do interculturalismo com o intuito de desenvolver uma crítica genealógica do anti-racismo na Europa e nos Estados Unidos da América. A sua investigação pretende produzir um modelo teórico do conceito de contacto Intercultural de modo a auxiliar o desenvolvimento de políticas de migração e integração cultural na Europa.

Pablo Mansilla Quiñones

No CES entre 23 de janeiro e 21 de março de 2018 a convite do DECIDe, Pablo Mansilla Quiñones é geógrafo com especialidade em Geografia Humana, Geografia Social y Ordenamento Territorial. É doutorado em Geografia Humana pela Universidade Federal Fluminense, Brasil. A sua experiência profissional centra-se na investigação com foco multidisciplinar nas ciências sociais. Publicou diversos artigos, capítulos de livros e livros nos quais indaga, através de metodologias mistas no território desde um ponto de vista socio-cultural. Ao longo da sua estadia no CES irá aprofundar a dimensão espacial da colonialidade construindo um diálogo entre o giro decolonial e o pensamento geográfico.