Oficina | Roda de Saberes

Narrativas Museais: processos de descolonização, participação e visibilização de outras histórias da história a partir de algumas experiências transformadoras.

21 de setembro de 2020, 14h00

Sala 2, CES | Alta

Resumo

Nesta oficina queremos refletir sobre os conceitos de estética, musealização e património (cultural e natural), numa perspetiva pós-colonial e decolonial. Partimos da ideia de que não só é preciso descolonizar a produção simbólica e de narrativas, como também fomentar novas lógicas participativas nos processos internos que conformam as dinâmicas museais: a criação e gestão de coleções e inventários, a curadoria de instalações e exposições, os processos de conservação afetiva e efetiva, as ações educativas e de comunicação.

Sob esta perspetiva, propomo-nos partilhar alguns conceitos-chave que vêm sendo trabalhados no âmbito da Museologia Social, numa perspetiva crítica, plural, em construção, e junto com eles, exemplos reais que resultam das nossas últimas pesquisas e projetos, tomando como ponto de partida as dos projetos SoMus e ECHOES.

Mergulhamos assim em conceitos como curadoria coletiva, inventário participativo, gestão colaborativa ou património contestado. Conceitos que se fazem acompanhar das teorias e possibilidades de uma musealização subalterna, visibilizadora de narrativas com frequência excluídas dos nossos museus.

Pretendemos fomentar o debate sobre novas metodologias que tornem os processos acima referidos efetivamente mais horizontais, participados e críticos.

Palavras-chave: Memória, património, musealização subalterna e colonial, consumo cultural, produção de narrativas, participação cultural.

NOTA: Esta oficina está limitada a 20 participantes, que serão aceites por ordem de chegada.

Oficina organizada no âmbito do Ciclo de Metodologias "Roda de Saberes"

Esta sessão será dinamizada por Lorena Sancho Querol (CES) e Luciane Lucas dos Santos (CES) | Contacto: rodadesaberes@ces.uc.pt

 


Ciclo de Metodologias

Roda de Saberes