PIS
Portal da Inovação Social

Período
12 de dezembro de 2011 a 12 de dezembro de 2012
Duração
12 meses
Financiamento
Fundo Social Europeu
Resumo

O Portal da Inovação Social (adiante designado por PIS) é um espaço de comunicação e aprendizagem onde as pessoas e, em particular, os utilizadores do Fundo Social Europeu, podem encontrar recursos e soluções inovadoras de intervenção social e trabalhar em rede com as pessoas e organizações que partilham interesses afins no âmbito da inserção social e do combate às discriminações no mercado de trabalho.
O PIS pretende:
- estimular, dar visibilidade e disseminar a inovação social em Portugal, em particular, a apoiada pelo Fundo Social Europeu;
- mobilizar actores e líderes sociais para o trabalho colaborativo e em parceria entre organizações (públicas, privadas ou da economia social) empenhadas na resposta a necessidades sociais;
- facilitar a inovação e a mudança na intervenção social através da aprendizagem, partilha de recursos e de soluções e da disseminação que o Portal proporciona;
- apoiar os gestores do Fundo Social Europeu e outros decisores a introduzir a inovação social como eixo central e dinamizador dos programas que gerem e dos projectos e acções que financiam.
O PIS pretende contribuir para mudar práticas sociais que, em particular neste momento de crise, respondam melhor às necessidades das pessoas e da sociedade, assentes nos seguintes valores: empowerment, responsabilidade e iniciativa, cooperação e parceria, partilha e aprendizagem, respeito da diversidade, igualdade de género, valorização da qualidade e reconhecimento do mérito, accountability e avaliação.

Resultados

- O PIS é o primeiro produto do projecto e constituirá, desde logo, um repositório de conhecimento sobre inovação social permitindo o acesso a novos recursos e práticas de intervenção social;
- Acesso a "pessoas-recurso", peritos, formadores, consultores e outros agentes de intervenção empenhados na inovação social;
- Possibilidade de acesso a espaços partilhados para comunidades, redes ou grupos de interesse em domínios sociais específicos;
- Apoio entre membros para a transferência e utilização de novas ferramentas de gestão e intervenção social;
- Informação sobre oportunidades para desenvolver competências associadas a projectos e práticas de intervenção social;
- Possibilidade de participar em eventos e workshops formativos sobre temáticas de intervenção social;
- Oportunidades para desenvolver em conjunto novas ferramentas de gestão e de intervenção social;
- Blog e newsletter publicitando eventos, novos projectos e iniciativas de interesse para os inovadores sociais;
- Links para outras comunidades on line.
A operacionalização do PIS será efectuada em 4 fases: uma primeira de preparação que inclui, entre outras actividades, a constituição de um grupo de utilizadores que participará no desenho do PIS e da qual resultará um draft sobre Wireframes (principais áreas do site, funcionalidades, navegação, principais peças de interrelacionamento); na 2ª fase, redesenha-se os wireframes a partir da discussão com os utilizadores e definem-se indicadores de monitorização e avaliação do PIS; a 3ª fase é a da realização do PIS; e a 4ª fase é dedicada à construção dos conteúdos, sensibilização e recrutamento de utilizadores e sua interligação, à criação de um Blog e de uma Newsletter electrónica, à definição do processo de inclusão e validação de novos produtos
A avaliação do projecto terá duas vertentes: a do Portal tendo por base dados quantitativos relativos à sua utilização e uma vertente qualitativa relativa ao grau de satisfação dos utilizadores efectuada por estes e dinamizada pelos facilitadores.