Oficina | Roda de Saberes

A pesquisa-ação como opção epistemológica para pesquisas colaborativas

4 de maio de 2020, 14h30

Sala 2, CES | Alta

Resumo

A pesquisa-ação pode ser utilizada de diferentes maneiras, com diversas intencionalidades, constituindo-se num vasto leque de abordagens teórico-metodológicas. No entanto, essa opção metodológica assenta na permissa de que a pesquisa e a ação devem caminhar juntas. Ao pesquisar com este propósito tem-se como objetivo desenvolver uma investigação científica a partir de fontes que são historicamente construídas, como as relações entre sujeitos distintos, movimentos sociais e instituições. Este aspeto exige a reunião de condições epistemológicas que auxiliem a formulação de um campo de investigação solidária, plural, criativa e aberta ao diálogo universitário e comunitário, mas principalmente capaz de as transformar.

Esta oficina baseia-se na práxis do grupo, nas suas perspectivas investigativas, para, a partir delas, negociar as reflexões conjuntas.

A proposta que será desenvolvida tem origem na Pedagogia do Oprimido de Paulo Freire, segundo a qual, a partir de uma investigação temática, os mentores buscam nas experiências dos participantes os temas para seus processos de pesquisa. Em seguida, busca-se a tematização, quando o grupo descodifica os temas propostos, concluindo-se com a problematização, por meio da qual as experiências são perspetivadas através da visão crítica em diálogo com outras referências. O percurso metodológico que a oficina irá explorar assenta nestas bases, embora seja alargada a partir de contribuições de outros teóricos (Barbier 2002), Dussel (2007) e Sousa Santos (2018).

Partiremos dos trabalhos de pesquisa dos integrantes, como pesquisadores das ciências sociais e humanas, na direção da práxis, experienciando um processo continuamente crítico e colaborativo, produzindo reflexões sobre nossas circunstâncias e perspetivas.

Esta proposta nasce de pesquisas realizadas com estudantes, professores e movimentos sociais no Brasil, desde 2009, no campo da Educação, que também serão apresentadas, de forma introdutória, na oficina.

A pesquisa-ação nesta perspetiva tem a formação colaborativa como objetivo principal e busca o desenvolvimento de equipas com competências coletivas capazes de se desenvolverem mutuamente. A dinâmica de um processo formativo coletivo como propomos vincula não só distintos atores, como proporciona a partilha de problemas, formulações e estratégias de pesquisa.

Esta sessão será dinamizada por Paulo Peixoto (CES/FEUC) e Sueli de Lima Moreira (UERJ) 

NOTA: Esta oficina está limitada a 20 participantes, que serão aceites por ordem de chegada.

Oficina organizada no âmbito do Ciclo de Metodologias "Roda de Saberes" | Contacto: rodadesaberes@ces.uc.pt


Ciclo de Metodologias

Roda de Saberes