Notícia

Catarina Laranjeiro agraciada com Menção Honrosa no âmbito do Prémio Virgínia Quaresma

Janeiro de 2021

Catarina Laranjeiro, ex-estudante de doutoramento do Centro de Estudos Sociais (CES) e da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (FEUC), foi agraciada com Menção Honrosa no âmbito da 1.ª edição do Prémio Internacional em Estudos Culturais Virgínia Quaresma, com a tese «Entre as Imagens e os Espíritos: encontros com a memória da guerra de libertação na Guiné-Bissau».

«Entre as Imagens e os Espíritos: encontros com a memória da guerra de libertação na Guiné-Bissau» resulta de um projeto de doutoramento elaborado no âmbito do programa Pós-Colonialismos e Cidadania Global (CES/FEUC), tendo sido coorientada por António Sousa Ribeiro e Bruno Sena Martins.

Neste trabalho, a investigadora procurou «assumir o papel da imagem enquanto instrumento de memória, objeto capaz de fixar o passado no presente, mas também de fazer imaginar alternativas futuras». Nesse sentido, analisou a filmografia produzida no decorrer da Luta de Libertação na Guiné-Bissau. Ancorada nas abordagens pós-coloniais, procurou desenhar como estas informam, metodologicamente, a análise das imagens, tendo posteriormente refletido sobre a representação criada sobre uma das lutas anti-coloniais mais celebradas no continente africano.

O prémio foi atribuído a Sara Vidal Maia, com a tese «Relações de Poder e Identidade(s) de Género: A sociedade ‘matriarcal’ de Ílhavo na década de 1950». Lélian Silveira e Walter Chile receberam também menções honrosas. Eduardo Lourenço recebeu o Prémio Carreira (póstumo).

Promovido pela Universidade de Aveiro (UA), este Prémio Internacional tem o apoio da Rede Internacional em Estudos Culturais (RIEC) e da Rede Nacional em Estudos Culturais (RNEC) e, nesta edição, contou com o patrocínio da Direção Regional de Cultura do Centro.

A concurso estiveram 27 teses de doutoramento de diversas universidades nacionais e internacionais. O júri foi composto por Paulo Jorge Ferreira, Reitor da UA, na qualidade de Presidente; por um representante da RIEC; por um representante da RNEC; pelo investigador/docente de maior categoria académica na área dos Estudos Culturais da UA e membro do Centro de Línguas Literaturas e Culturas desta universidade; por um perito internacional no campo dos Estudos Culturais e por um representante da Direção Regional de Cultura do Centro.