Candidaturas

CANDIDATURAS ABERTAS  (Universidade de Coimbra)
2ª Fase: 1 de junho a 16 de julho de 2021 (6 vagas)
3ª Fase: 1 a 10 de setembro de 2021 (
1 + vagas sobrantes)
 

Podem candidatar-se | Apresentação das candidaturas | Critérios de avaliação | Propina Anual

Podem candidatar-se

1. Podem candidatar-se ao ingresso no Doutoramento em Território Risco e Políticas Públicas:
a) Titulares do grau de mestre, ou seu equivalente legal;
b) Titulares de grau de licenciado, detentores de um currículo escolar ou científico especialmente relevante que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pelo Conselho Científico do IIIUC;
c) Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos pelo Conselho Científico do IIIUC, devendo os candidatos obter uma avaliação curricular igual ou superior a 10 valores;
2. O reconhecimento referido nas alíneas c) e d) do número anterior apenas permite o acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de doutor, não conferindo ao seu titular a equivalência ao grau de licenciado ou mestre, ou ao seu reconhecimento.

Número de vagas: 15

Apresentação das candidaturas 

As candidaturas são submetidas exclusivamente através da Plataforma online InforEstud@nte
Pode consultar aqui as instruções.

Documentos a apresentar 

- Carta de motivação, explicando as razões que levam o candidato a concorrer, caso seja relevante de acordo com os critérios estabelecidos pela unidade orgânica a que se candidata (OBRIGATÓRIO);
- Duas cartas de recomendação;
- Certidão da licenciatura com média final de conclusão (diploma). Caso a certidão não indique a média de conclusão deve incluir a certidão comprovativa da aprovação nas unidades curriculares realizadas, com respetivas classificações (histórico escolar) (OBRIGATÓRIO, exceto se se tratar de um curso lecionado na Universidade de Coimbra);
- Certidão de mestrado com média final de conclusão (diploma). Caso a certidão não indique a média de conclusão deve incluir a certidão comprovativa da aprovação nas unidades curriculares realizadas, com respetivas classificações (histórico escolar) (OBRIGATÓRIO exceto se se tratar de um curso lecionado na Universidade de Coimbra);
- Certidão de outros cursos eventualmente realizados com programas e cargas horárias das unidades curriculares efetuadas com respetivas classificações (histórico escolar), caso pretenda creditações (OBRIGATÓRIO, exceto se se tratar de um curso lecionado na Universidade de Coimbra no âmbito do Processo de Bolonha - após 2007/2008);
- Curriculum vitae (OBRIGATÓRIO);
- Documento de identificação (OBRIGATÓRIO para candidatos internacionais);
- Documento oficial, emitido pela Instituição que confere o grau, com a indicação da média de conclusão do curso (OBRIGATÓRIO, apenas para titulares de grau estrangeiro, cuja certidão não contenha a média). 

NOTA: Sempre que os documentos acima mencionados se encontrem numa língua estrangeira que não o espanhol, francês ou inglês, deve ser apresentada a tradução para português por tradutor reconhecido pela representação diplomática portuguesa. A entrega dos documentos originais autenticados é exigida aos candidatos colocados que realizam a matrícula e inscrição e deve ser efetuada até ao dia 31 de dezembro para completar o processo individual do estudante. Mais informação.

Critérios de avaliação 

a) Classificações obtidas nos níveis de titulação com que se apresenta, (Ponderação 4/10):
a1) média final de Licenciatura (50%)
a2) média final de Mestrado (50%)
b) Habilitações específicas relevantes para o âmbito científico do curso, (Ponderação 2/10):
b1) Licenciatura e/ou Mestrado em áreas afins às Ciências do Risco – 18 valores
b2) Licenciatura e/ou Mestrado noutras áreas científicas – 16 valores
a) Classificações obtidas nos níveis de titulação com que se apresenta, (Ponderação 4/10):
a1) média final de Licenciatura (50%)
a2) média final de Mestrado (50%)
b) Habilitações específicas relevantes para o âmbito científico do curso, (Ponderação 2/10):
b1) Licenciatura e/ou Mestrado em áreas afins às Ciências do Risco – 18 valores
b2) Licenciatura e/ou Mestrado noutras áreas científicas – 16 valores
c) Currículo científico, (Ponderação 2/10):
c1) Mestre, ou equivalente legal, sem comunicações ou artigos com avaliação e sem participação em projetos de investigação – 12 valores
c2) Titulares de graus académicos (mestre ou licenciado pré-Bolonha) com participação em projectos e/ou outras actividades de mérito científico em áreas afins às Ciências do Risco – 14 valores
c3) Titulares de graus académicos (mestre ou licenciado pré-Bolonha) com mais do que 3 comunicações ou artigos com avaliação e/ou participação em projectos e/ou outras actividades de mérito científico em áreas afins às Ciências do Risco – 18 valores
d) Currículo profissional, (Ponderação 2/10):
d1) Cursos de formação avançada de curta duração em áreas afins às Ciências do Risco - 16 d1) Cursos de pós-graduação em áreas afins às Ciências do Risco - 18

Relativamente ao acesso ao abrigo da alínea c) do ponto 1 das condições de admissão o avaliador da candidatura avalia o curriculum dos candidatos, atribuindo-lhe uma classificação na escala de 0 a 20 nos critérios i) a iv) e respetivas ponderações:
i) Curriculum escolar, considerando a classificação final do(s) curso(s) realizados pelos candidato (Ponderação 40/100);
ii) Relevância do(s) curso(s) realizados para a área científica do ciclo de estudos a que se candidata (Ponderação 20/100);
iii) Curriculum científico, ponderando a participação dos candidatos em congressos, seminários, projetos de investigação, número e qualidade científica das publicações (monografias, capítulos de livros, artigos em publicações periódicas), prémios e elementos análogos, desde que se trate de atividades na área científica do ciclo de estudos em apreço,(Ponderação 20/100);
iv) Curriculum profissional, ponderando a duração e natureza das funções profissionais exercidas na área científica do ciclo de estudos em apreço (Ponderação 20/100). 

Nota: As candidaturas avaliadas em algum critério com nota inferior a 9,5 valores serão automaticamente não admitidas.

Propina Anual: 2.000 Euros

Inscrição a tempo parcial: Admite

Informações para candidatos

- A candidatura está sujeita ao pagamento do emolumento no valor de 50€, não havendo lugar a reembolso, incluindo nas situações de invalidação de candidatura, de não colocação.
- Apresentação da candidatura: online
- Os candidatos que não possuam comprovativo das qualificações exigidas, ou outros documentos, até ao final do prazo de candidatura, podem apresentar a sua candidatura condicionalmente. Caso não reúnam os documentos até à data que lhes for indicada, podem transitar a candidatura para a fase seguinte sem custos adicionais. Caso optem por não transitar a candidatura dentro do prazo referido, a mesma passará ao estado de não admitida com a disponibilização da lista definitiva.
- Numa candidatura validada definitivamente, e depois de iniciado o período de avaliação, não é possível juntar ou substituir os documentos apresentados. Para adicionar nova documentação, deverá ser apresentada nova candidatura na fase seguinte, caso exista.
- Após a última fase de candidatura, se continuarem a existir vagas, os candidatos podem propor a sua candidatura, via requerimento, fora de prazo, que será devidamente apreciado pela coordenação de curso/UO.
- Mais informações sobre outros assuntos académicos, incluindo calendário escolar aqui.
- Contactos: e-mail; telefone: +351 239 247 195; presencialmente num centro de atendimento do Serviço de Gestão Académica da Universidade de Coimbra. Os horários podem ser consultados aqui.