Exposição fotográfica

Armas sexuadas: 16 olhares sobre violências contra as mulheres

25 de novembro a 10 de dezembro de 2010

CES-Coimbra

De 25 de Novembro a 10 de Dezembro de 2010 celebram-se os 16 dias de activismo pelo fim da violência contra as mulheres. O tema da campanha deste ano é “Desafiar o militarismo e pôr fim à violência contra as mulheres”.
 
A exposição fotográfica “Armas sexuadas: 16 olhares sobre a violência contra as mulheres”, promovida pelo Observatório sobre Género e Violência Armada (OGiVA/CES), a ter lugar ao longo destes dias no Centro de Estudos Sociais (UC), pretende desvelar um dos rostos da militarização da vida de mulheres e jovens do sexo feminino. Os 16 registos fotográficos documentam as inseguranças que afectam mulheres e jovens em resultado da disseminação civil de armas de pequeno porte e armamento leve no mundo, e em particular em Portugal, no Brasil, e em El Salvador, bem como as experiências de activismo anti-violência no feminino que se esboçam nestes contextos.
 
Segundo a Declaração de Genebra sobre Violência Armada e Desenvolvimento, as armas de fogo vitimam, anualmente, em todo o mundo, cerca de 400 mil pessoas. Dessas mortes, apenas 25% se registam em contextos de guerra ou conflito armado, atingindo sobretudo civis. As armas de fogo são ainda responsáveis pela morte de 240 mil pessoas em contextos de paz, todos os anos, em resultado de homicídios, mortes intencionais e suicídios, sendo que a maioria destas armas se encontram em posse civil, superando aquelas sob controlo do Estado e forças de segurança.
Apesar de as mulheres e jovens do sexo feminino não constituírem a maioria das vítimas (directas) das armas de fogo – no mundo, 90% dos que morrem e matam com armas de fogo são homens e jovens do sexo masculino – são afectadas desproporcionalmente de várias formas.
 
A violência doméstica armada ou as estratégias de guerra sexuadas (crimes sexuais sistemáticos, femicídio, deslocações forçadas) em contextos de guerra, pós-guerra e mesmo paz formal, são exemplos de alguns dos impactos das armas de fogo na vida das mulheres.

As fotografias são da autoria de Beto Pego (Brasil), Hélio Gomes (Portugal), Rita Santos (Portugal), Sílvia Roque (El Salvador) e Stéphane Laurent (El Salvador). 
 
 

Para mais informações, contacte:
Tatiana Moura, tatiana@ces.uc.pt, 00351 965241037
Silvia Roque, silviar@ces.uc.pt, 00351 968833676