Apresentação

  1. Pós-Colonialismos e Cidadania Global

O programa aborda a herança colonial e os desafios pós-coloniais nas sociedades contemporâneas, com incidência especial no espaço de língua oficial portuguesa. O seu objectivo é proporcionar formação avançada, da perspectiva da crítica pós-colonial, sobre a complexidade das relações políticas, sociais e culturais no mundo de hoje. O seu horizonte epistemológico baseia-se na discussão sobre a possibilidade de novas formas de conhecimento susceptíveis de abranger a diversidade e a pluralidade híbrida das diferentes formas de estar no mundo. O pressuposto básico é que a narrativa da modernidade não só não esgota a complexidade e heterogeneidade do mundo e dos modos de conhecer o mundo como, historicamente, reprimiu e silenciou narrativas rivais remetendo-as a uma posição subalterna no quadro de relações de poder desiguais e, muitas vezes, violentas. A tarefa am mãos consiste, pois, na produção de conhecimento contextual e posicional capaz de equacionar possibilidades alternativas, como base para o emergir de uma cidadania verdadeiramente global fundada na superação da injustiça cognitiva.

Propina Anual
2 000 Euros

  1. O programa de doutoramento e o CES

O programa de Doutoramento "Pós-Colonialismos e Cidadania Global" teve início em 2004/2005, iniciando em 2017/2018 a sua oitava edição. Adaptado às formas de organização propostas pela Declaração de Bolonha, este programa faz parte do 3º Ciclo de estudos superiores, devidamente acreditado pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES) em 2014.

Diversidade e abertura

Os estudantes que chegam a Coimbra encontram no CES um ambiente verdadeiramente cosmopolita de um centro de investigação de dimensão internacional em que a diversidade de interesses e orientações é permanentemente estimulada. Os investigadores do CES possuem uma vasta experiência em diferentes áreas e países e os estudantes de doutoramento do CES estão a desenvolver projectos de investigação em quatro continentes. Os programas de doutoramento estão organizados de forma flexível, oferecendo um contexto comum de aprofundamento da reflexão científica ao mesmo tempo que estão abertos a propostas que vão ao encontro dos objectivos de cada um dos alunos, de acordo com o respetivo perfil e interesses de investigação.

Sendo um programa crescentemente internacional, entre os que o frequentam ou frequentaram estão estudantes oriundos do Brasil, Guiné Bissau, Portugal, EUA, Finlândia, Bélgica, Equador, Espanha, Roménia, entre outros.
O programa conta igualmente com um corpo docente internacional.

Um espírito interdisciplinar num centro de excelência em investigação nas ciências sociais e nas humanidades

Social e culturalmente diverso, o CES também beneficia da sua posição enquanto espaço multidisciplinar das ciências sociais e das humanidades, no qual os alunos podem assistir a aulas, conferências e seminários nas mais diferentes áreas do conhecimento.

Um ambiente de apoio acolhedor para a realização de um trabalho de pesquisa

A acrescentar à diversidade e abertura do CES, há toda uma atmosfera acolhedora e de apoio do corpo docente, bem como dos serviços administrativos. Cada aluno/a recebe um nível de atenção, de formação e de orientação de grande exigência por parte dos docentes. Por via de regra, cada estudante deverá escolher dois orientadores para a sua dissertação, com experiências de trabalho complementares, beneficiando igualmente da disponibilidade de toda a equipa de investigadores/as do CES.

"Ser doutorando em Pós-Colonialismos e Cidadania Global tem-me permitido adquirir ferramentas teóricas, analíticas e metodológicas que, tanto me fazem questionar muitas das certezas que julgava ter sobre o mundo, como me têm permitido compreender, cada vez melhor, a complexidade que caracteriza as relações de dominação e de poder."

Boaventura Monjane, 2.º ano (Moçambique)