Redes de Investigação

Active Social Policies Network (ASPEN)

agrega cientistas sociais de vários países europeus. Os membros da rede participam em projetos de investigação relacionados com o desenvolvimento de Estados de Bem-Estar Social e a introdução de políticas de ativação na Europa 


Advanced Thematic Network in European Women’s Studies (ATHENA)

reúne mais de 100 instituições da área dos Estudos sobre Mulheres e Género. O seu objetivo é promover o contacto entre académicos, professores e stakeholders da sociedade civil e instituições públicas nas áreas do género e diversidade.


Asociación Española de Investigación para la Paz (AIPAZ)

é uma rede de centros de investigação no campo dos estudos sobre violência e paz. 


Beyond Our Backyards

é uma rede de aprendizagem, ação e investigação sobre agroecologia, desenvolvida no âmbito do projeto "Cultivar o Futuro" ("Farming the Future") (Grundtvig, Programa Aprendizagem ao Longo da Vida).


Centro Internacional de Investigación e Información sobre la Economía Pública, Social y Cooperativa (CIRIEC)

é uma organização científica não-governamental, com a missão de trabalhar sobre assuntos políticos, económicos e sociais do interesse público. Esta rede conta com membros de 16 países.


Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales (CLACSO)

fundado em 1967, é uma instituição não-governamental que associa 195 centros de investigação, assim como programas de licenciatura e de pós-graduação em ciências sociais de 22 países.


Conselho de Representantes da Sociedade Civil

é um órgão consultivo, para o reforço da dimensão de participação no Plano Estratégico de Habitação do município de Coimbra.


Conselho Local de Acção Social de Coimbra (CLAS/C)

O Conselho Local de Acção Social de Coimbra (CLAS/C) é constituído por 161 entidades, com o objetivo de fomentar a formação uma consciência coletiva dos problemas sociais e contribuir para a ativação dos meios e agentes necessários à optimização da ação nos locais.


Council for the Development of Social Science Research in Africa (CODESRIA)

foi fundado em 1973 como uma organização pan-africana para a investigação independente. Incidindo em particular sobre as ciências sociais, é reconhecida não só como uma organização pioneira em ciências sociais no contexto africano, mas também como o centro de produção de conhecimento social 


Emergence of Social Enterprises in Europe (EMES)

A EMES é uma rede de investigação constituída por reconhecidos centros de investigação universitários e por investigadoras/es individuais cujo objetivo tem sido construir gradualmente, a nível europeu, um corpus teórico e empírico diverso, no que às disciplinas e metodologias diz respeito, sobre os conceitos de empreendedorismo social, economia social e economia solidária.


European Consortium for Political Research (ECPR)

é uma associação académica independente, fundada em 1970. Promove a formação, a investigação e a cooperação transnacional de cientistas políticos na Europa e não só. A ECPR conta com cerca de 325 membros institucionais europeus e membros associados em mais de 40 países. 


European Consumer Debt Network

é uma rede da sociedade civil, financiada pela Comissão Europeia, com base nas experiências e atividades de atores chave na luta contra o sobre-endividamento e a exclusão financeira na Europa. Algumas das instituições colaboradoras são serviços de consultadoria de dívidas, organizações educacionais, agências de consumo, centros de investigação, etc.


European Neuroscience and Society Network (BIOS)

foi criada para promover diálogo entre os estudos sociais e os recentes desenvolvimentos nas neurociências, biopsiquiatria e psicofarmacologia, a partir de diversas perspetivas disciplinares.


European Society for Environmental History (ESEH)

fundada em 1999, tem por objetivo a promoção do estudo da história ambiental em todas as disciplinas académicas.


EUROZINE

é uma rede independente e um portal para revistas culturais europeias, fundada por um grupo de revistas que inclui a Revista Crítica de Ciências Sociais. A rede envolve mais de 50 revistas e instituições de quase todos os países europeus. O editor da Revista Crítica é membro do conselho editorial da Eurozine 


Expert Group on Gender, Social Inclusion and Employment (EGGSIE)

é composto por 30 especialistas na área da igualdade de género, emprego e inclusão social. Estes especialistas são oriundos de 26 Estados membros da União Europeia, e ainda da Islândia, Liechtenstein, Noruega e Roménia


HumanitarianNet

é uma rede fundada pela Comissão Europeia que reúne 91 universidades, cinco centros de investigação e nove ONGs. Ligada aos Estudos Humanitários do Desenvolvimento tem como objetivo compreender causas de crises humanitárias, assim como proporcionar formação àqueles que intervêm neste âmbito. O CES participa no grupo de trabalho Estudos sobre Paz e Resolução de Conflitos através do Programa de Doutoramento em Relações Internacionais e Resolução de Conflitos 


Initiative for Peacebuilding (IfP)

é um consórcio fundado pela Comissão Europeia, composto por 10 organizações da sociedade civil. Tem representações oficiais em toda a União Europeia, e em países em conflito. O seu objetivo é desenvolver e fortalecer o conhecimento internacional na área da prevenção dos conflitos e 'peacebuilding' para garantir às instituições, o acesso a análises que possibilitem tomadas de decisão informadas e com base em dados empíricos.


International Action Network on Small Arms (IANSA)

é uma rede global de organizações da sociedade civil que trabalham para prevenir a proliferação e uso indevido de armas ligeiras. A rede conta com cerca de 700 membros e o CES participa através do NHUMEP (http://www.iansa.org/).