De S. Paulo de Luanda a Luuanda, de Lourenço Marques a Maputo: capitais coloniais em tempos pós-coloniais

Período
1 de maio de 2012 a 30 de setembro de 2015
Duração
41 meses
Financiamento
Fundação para a Ciência e Tecnologia
Resumo

Todas as cidades têm a sua história.Também assim Luanda e Maputo.Luanda, na costa atlântica, de influência arquitectónica e urbanística luso-brasileira. Maputo, à beira Índico, goza de outras influências que misturam África, Portugal e Índia com a matriz britânica, via África do Sul. No mundo destas cidades entrelaçam-se temporalidades, espacialidades e valores políticos. O arcaico convive com o moderno, o progresso com o atraso e todas as épocas expressam e reclamam atenção histórica: a era pré-colonial, a ocupação costeira, o colonialismo moderno, a independência, o pós-colonialismo. Esta mistura de temporalidade resultante da experiência de aportagem, seja comercial, seja depois aquela que conduziu ao colonialismo, tem um valor político na organização do espaço, nas relações de poder que aí são exibidas e nas sociabilidades que se geram. Este projecto tem como objectivo geral a configuração e a análise destas diferentes temporalidades e o seu reflexo e valor político no espaço urbano.

 

Resultados

Relatório final, seis artigos científicos, um livro. Conferência Internacional final, no último ano do projeto. Website e workshops para devolução e discussão dos resultados.

Investigadoras/es
Palavras-Chave
narrativas, colonialismo/pós-colonialismo, capitais, desenho