Filipa Queirós


Nota biográfica

Filipa Queirós é investigadora júnior e desenvolve doutoramento no âmbito do projecto "EXCHANGE - Geneticistas forenses e a partilha transnacional de informação genética na União Europeia: relações entre ciência e controlo social, cidadania e democracia", financiado pelo Conselho Europeu de Investigação (ERC) e sediado no Centro de Estudos Sociais. Licenciada e mestre em Sociologia pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, frequenta o doutoramento em Sociologia na mesma instituição. As suas áreas de investigação têm-se focado no campo da sociologia da saúde, antropologia médica, doenças crónicas, saúde mental e nos estudos sociais da ciência e tecnologia. Atualmente o trabalho que desenvolve explora as concepções do corpo que emergem do desenvolvimento de tecnologias de DNA forense recentes. Em particular, investiga a tecnologia de inferência fenotípica, os seus desenvolvimentos e impactos no campo forense, não apenas no contexto da investigação criminal, mas também no que diz respeito a novas formas de identidade humana relacionadas com a população suspeita.


Últimas Publicações

Capítulo em Livro

Queirós, Filipa (2017), Trajetórias vigilantes: As tecnologias de ADN enquanto mecanismos de vigilância sobre os cidadãos, in Helena Costa (org.), Genética e cidadania. Porto: Edições Afrontamento, 111-127

Artigo em Revista Científica

Sousa, Liliana Gil; Queirós, Ana Filipa (2016), "Method as responsibility in applied research", Vis-à-vis: Explorations in Anthropology, 13, 1, 97-113

Ler mais

Artigo em Revista Científica

Nunes, João Arriscado; Ferreira, Patrícia; Queirós, Filipa (2014), "Taking part: Engaging knowledge on health in clinical encounters", Social Science & Medicine, 123, 194-201

Ler mais